ASSINE
  1. Eloá sabia que ia morrer, afirma Nayara


    Personagem principal do primeiro dia de julgamento, estudante declarou que a amiga foi espancada por Lindemberg

    13/02/2012 - 23h45 . Atualizada em 13/02/2012 - 23h53
    Agência Estado    
    Compartilhar

    A estudante Nayara Rodrigues da Silva, de 18 anos, na chegada ao Fórum de Santo André, ontem
    (Foto: Rodrigo Pinto/AE)

    Única testemunha ocular da invasão do apartamento que terminou com a morte de Eloá Cristina Pimentel, há três anos, a estudante Nayara Rodrigues da Silva, de 18 anos, foi o personagem principal do primeiro dia de julgamento de Lindemberg Alves, de 25, ontem, no Fórum de Santo André (SP). A jovem, que também foi baleada em outubro de 2008, emocionou-se ao lembrar da invasão policial, após 100 horas de cárcere, afirmou que Lindemberg anunciou que Eloá “não sairia de lá viva” e ainda bateu boca com a advogada de defesa, Ana Lúcia Assad.

    Foram pelo menos três momentos de enfrentamento, que fizeram a plateia manifestar-se, sempre a favor de Nayara. No primeiro, a advogada afirmou ser engraçado Nayara afirmar que Lindemberg sempre amarrava os reféns com a arma em punho. “Engraçado, né? Para a senhora ver”, disse.

    No ...

    Para continuar lendo a notícia CLIQUE AQUI.